Colégio "Glaucia Costa" - 31 anos batendo forte no coração da cidade
 
 
 
  


HISTÓRIA DA MATRIARCA GLÁUCIA COSTA


Gláucia Carvalho Costa (1921-1986) nasceu em Luziana (MA), no início do século XX. Seus pais morreram quando ela tinha apenas um ano. Teve uma infância pouco vivida, pois, na sua época, as mulheres não tinham direitos reconhecidos, era uma sociedade patriarcal, na qual os homens exerciam o poder sobre a família. Assim, a menina Gláucia logo foi levada ao casamento. Era uma condição obrigatória, imposta por aquela sociedade.


Assim, Gláucia se casou com o lavrador Paulo Vaz da Costa (1911-1994) aos doze anos de idade, ou seja, dez anos mais jovem que ele. Por ser muito jovem, seus primeiros filhos não sobreviveram, mais tarde transformou-se na matriarca de uma grande família, tendo mais nove filhos. José, Francisco, Moisés, Raimundo, Antônio, Paulo, Socorro, Célia e Antônia. Gláucia dedicou toda a sua vida e seu amor à família, apesar de todas as adversidades que enfrentou, e por viver num tempo desfavorável à condição da mulher.


Ao fazer a mudança de Bacabal para Timon, ela passou a morar no mesmo lugar onde hoje se localiza o Colégio Gláucia Costa. Era uma casa ampla, de muitos cômodos, onde recebia toda a família, filhos, netos e amigos com generosidade. Sua companhia era muito acolhedora e vovó Gláucia tinha grande alegria em ter todos ao seu redor. Os duros anos de luta e dificuldades que enfrentou a fortaleceram ainda mais, dando-lhe muita sabedoria. E com a certeza de que seu legado era de fé, lições, amor, esperança e respeito ao próximo, soube transmitir toda a sua experiência às novas gerações da família.


No início de 1986, os problemas de saúde que a acompanhavam ao longo do tempo agravaram-se. Foi internada pela última vez e o seu coração não mais resistiu, vindo a falecer no dia 28 de fevereiro daquele ano. Aos sessenta e quatro anos, ela deixou a família que constituiu e da qual foi a matriarca. Seu nome hoje é sinônimo de uma educação inspiradora, que ilumina consciências, ensina com liberdade, exercita a cidadania e dissemina democracia.